⚫️ Você Tem a Vida Que Merece!

6 min de leitura

----------------------------------------------------------------------- Faça parte da minha Lista VIP e receba todas as minhas novidades em primeira mão no seu e-mail.



 

Bom, eu não sei se seria conveniente dizer “sinto muito em lhe informar” antes desse título, mas é nisso que eu prefiro acreditar.

Até certo ponto de nossas vidas, não adquirirmos discernimento suficiente para fazer as nossas escolhas, porém chega certo ponto dela que temos autonomia para fazer o nosso caminho independentemente de como tenha sido o nosso passado.

Obs.: Não estranhe se esse artigo soar como um “murro no estômago”, porque a intenção é provocar e incomodar mesmo.

⚠️ O Blog PE é um site dedicado a compartilhar conhecimentos sobre o ser humano de forma profunda que conta com o suporte de seus apoiadores. Clique aqui para saber como ajudar e ganhe recompensas excepcionais.

 

O trecho abaixo foi retirado do E-book Como Pensar Positivo e Atrair o Que Você Quiser

Acredito que a vida é algo muito maior do que viver todos os anos como se fosse uma máquina programada para fazer as mesmas coisas todos os dias, cumprir tarefas que não lhe propiciarão prazer em troca da “garantia” de pagar todo mês contas, e mais contas acumuladas e atrasadas, concorda?

Uma vida assim pode ser é extremamente limitante, mal tem desafios, os que têm não são levados a sério. Com isso, é uma vida sem grandes superações, sem grandes vitórias e consequentemente sem grandes histórias.

Quem vive assim geralmente são aquelas pessoas que não possui brilhos nos olhos, não tem brio em viver, ou melhor/pior, nem vivem, e passam a vida reclamando. Infelizmente, essa é a realidade esmagadora da maioria dos brasileiros.

A maioria de nós preferimos ficar presos no grande curral com mais de 7 bilhões de pessoas comendo num pasto cada vez mais escasso de vegetação, aonde a demanda é bem maior que a oferta. Mesmo sabendo da possibilidade de encontrar fartura do lado de fora desse sistema, quase todos acabam ficando com medo de ousar arriscar pular a tal cerca (imaginária).

É como se houvesse uma voz interna o tempo todo falando: “É arriscado demais… Você não é capaz… É difícil demais… Isso não é para você… Você está maluco(a)?! Não vai dar certo… Não vai compensar o esforço que você terá que fazer” e com essa crença, muitos acabam estagnando nesta zona, desejando e contando com a sorte de menos de 1% de chance que têm de ganhar numa loteria da vida e deixando de lado o esforço de construir o seu próprio sucesso. Desistindo de buscar elevar sua qualidade de vida.

Sair desse estado nos permite ter experiências extraordinárias. Muitas delas com o que nem imaginamos.

Veja também:

 

Questione-se

Por que tanta gente passa horas e mais horas todos os dias na frente de uma TV ou de redes sociais, vendo, fazendo, compartilhando e discutindo assuntos fúteis? É simples, é muito fácil, não gasta energia, esforço zero, mantém na zona de conforto…

Preferem ver as informações chegarem mastigadas/manipuladas que muitas vezes não é necessário forçar a mente para entendê-las, ficar rolando o dedo em uma tela e/ou apertando alguns botões.

Atuando como um HD, guardando tais informações que vê (muitas vezes irrelevantes) para “fazer” o tempo passar mais rápido. Deixando de ser processador, que vai buscar a compreensão de algo mais complexo para crescer como pessoa e/ou profissional (felizmente, é exatamente isso o que você está fazendo agora).

“É muito mais cômodo buscar distrair-se e rir com entretenimento barato que faz você esquecer momentaneamente a vida que leva, do que erguer-se e passar a construir diariamente a vida que você sempre quis e pode conseguir.” – Pedro Emanuel

 

Acostumando o cérebro em um ciclo vicioso, quando deparado com um “problema” e/ou com algumas situações que é preciso raciocinar melhor, forçar o cérebro a trabalhar diferente, ou mesmo lidar melhor com as emoções, essa pessoa tem boas chances de sentir grandes dificuldades e desenvolver doenças psicossomáticas.

O ser humano tem um costume horrível de ficar culpando os outros pelos seus resultados “negativos”, isso é frequente desde o início da humanidade.

Sem saber que ao fazer isso estão passando uma mensagem para si mesmo(a) que não precisam se dar ao trabalho de mudar nada, são os outros que têm que mudar por elas, consequentemente acabam ficando diversas vezes a mercê dos outros, das vontades de terceiros e isso é uma grande forma para sabotar gradativamente os objetivos, planos, projetos, a própria vida!

Você já pensou o que seria do mundo e da nossa espécie se ninguém chamasse a responsabilidade para fazer algo diferente? Ainda estaríamos vivendo no tempo das cavernas.

“Se você quer chegar aonde a maioria não chega, faça o que a maioria não faz.”

– Bill Gates

 

Se você não mudar, os outros (direta ou indiretamente) irão ter grande influência no seu processo de mudança (involuntário). Se você não tomar as atitudes por si, os outros tomarão por você. Se você não sabe para onde quer ir, os outros te apresentarão muitos caminhos, mas é provável que nenhum deles seja o seu caminho.

Esse processo é minucioso, provavelmente você não irá perceber, caso perceba, poderá estar em uma fase mais avançada, todavia, nunca é tarde para fazer novas escolhas.

O processo de mudança é inevitável. Querendo ou não você já estará em mutação. A questão é: será que você tem consciência e é o protagonista dessa transformação?!

 

Assim como você é o responsável por seus méritos, deverá ser também pelos seus fracassos e não os outros, é assim que se cresce em todos os aspectos como pessoa: chamando a responsabilidade dos seus resultados para si, seja lá quais for.

Se você não assume a liberdade que tem para fazer as suas escolhas, você nega a sua própria vivência. Nega a capacidade que tem de contribuir para um mundo mais humano e/ou da forma como você gostaria que fosse.

⚠️ O Blog PE é um site dedicado a compartilhar conhecimentos sobre o ser humano de forma profunda que conta com o suporte de seus apoiadores. Clique aqui para saber como ajudar e ganhe recompensas excepcionais.

 

Conclusão

Todos nós mudamos ao longo dos anos. E perceba que, o que te levou a chegar nessa condição que você está hoje foram as suas escolhas e o foco que você deu/dá para o que acontece e deixa de acontecer, de positivo e negativo com você.

Tudo é uma questão de escolha. Se você tem a vida que tem, é porque tudo o que você fez, e como fez, te levaram a este exato momento, para essa condição. Agora se você isenta a tua responsabilidade pelos seus resultados e atos, não poderá fazer muito para progredir gradualmente o seu quadro.

É por isso que acredito que cada pessoa tem a vida que merece. E é tendo essa consciência que eu busco constantemente me manter no caminho que quero percorrer, caminho esse que pode ser diferente amanhã, mas o que importa é simplesmente viver.

“Não espere por uma crise para descobrir o que é importante em sua vida.”

– Platão

 

Comente abaixo o que você achou do artigo e se ele fez algum sentido para você, me ajude a ajudar outras pessoas compartilhando esta mensagem.

Caso você queira ter acesso a um material premium disruptivo, que vai causar grandes reflexões a seu respeito e tudo que lhe cerca, clique aqui.

Abraço e até o próximo artigo!

 

Pedro Emanuel | Artigos Épicos Sobre Ser Humano.

----------------------------------------------------------------------- Faça parte da minha Lista VIP e receba todas as minhas novidades em primeira mão no seu e-mail.



 

Gostou?! Então por que não compartilhar? =)

Outros Artigos: