📜 [Poema] Eu Não Sou Nada. Logo, Posso Ser Tudo.

5 min de leitura

Posso lhe dizer como estou, o que faço, de onde vim e para onde pretendo ir. No entanto, explicar o que sou é algo tão profundo (tratado de modo superficial) que nem eu mesmo consigo definir, tampouco tenho tal pretensão.

O que posso dizer e te alertar em relação a isso é que definitivamente eu não estou aqui para atender as suas expectativas, assim como você não veio ao mundo para atender as minhas e as dos outros.

Hoje eu estou sendo essa pessoa que você conhece, porém, a visão que você tem de mim difere em diversos aspectos comparada a de todos os outros, inclusive a minha.

Os rótulos, quem dão são vocês, quem decide o que é mais interessante para mim, sou eu, porque já me conheço mais do que qualquer um(a) que esteja na 3ª pessoa.

Amanhã posso ser algo totalmente diferente do que você já viu até aqui, e não terá nada de errado nisso, desde que seja conveniente para mim.

Você já deve saber que somos seres mutáveis, a diferença é que tenho autonomia suficiente para mudar, seja no que preciso ou por uma simples questão de capricho, e se você não estiver nos meus planos, talvez sirva de consolo te lembrar que depois de amanhã possa estar.

Não me vista com a percepção limitada que tens sobre mim. Pois não adianta, desnudo-me de tudo que me vestem.

Sim, eu sou nu. Ou melhor, eu estou nu. Isso quer dizer que você só descobre quem eu sou, se você mesmo(a) me cobrir anteriormente. Porque já sou descoberto, e estou em todos os lugares, basta eu querer.

Então se quiser me abraçar, não terá problema algum, abraço-te com amor. Mas se queres me vestir, me agasalhar, afasta de mim esse cálice, por favor.

Quero ter a liberdade de ir e vir sem ter que me esbarrar nos seus (pre)conceitos. Quero sentir o deleito de ser e não ser o que eu quiser, na hora que eu quiser. Inclusive de ser o que você gostaria que eu fosse, mas só quando me der vontade. Porque eu sou o único protagonista da (minha) peça.

Posso ser uma imensa escuridão no seu caminho e te deixar (mais) perdido(a) como nunca antes, assim como posso ser uma enorme fonte de luz e te mostrar novas e melhores oportunidades.

Posso ser o pior veneno para sua alma, assim como o único remédio para sua cura.

Posso ser a sua passagem pro inferno, assim como posso te levar aos céus.

Enfim… Posso ser um portal que te dará acesso a um mundo totalmente desconhecido por qualquer pessoa.

Como você já notou, são questões de probabilidades, a única forma de descobrir é fazendo parte do meu agora.

Na verdade, a realidade vai depender da sua percepção e de como vai buscar me explorar.

Diante disso, recomendo que você espere de mim apenas uma coisa: tudo. Inclusive o nada.

Contudo, se você quer mesmo saber quem sou, vos digo: Eu sou.

É isso mesmo, eu apenas sou. Vivo sendo um nada. Mas podendo ser tudo.

⚠️ O Blog PE é um site dedicado a compartilhar conhecimentos sobre o ser humano de forma profunda que conta com o suporte de seus apoiadores. Clique aqui para saber como ajudar e ganhe recompensas excepcionais.

 

“Não me prendo a nada que me defina. sou companhia, mas posso ser solidão. tranquilidade e inconstância, pedra e coração. Sou abraços, sorrisos, ânimo, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono. Música alta e silêncio. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser. Não me limito, não sou cruel comigo! Serei sempre apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer… Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato. Ou toca, ou não toca. Tenho uma alma muito prolixa e uso poucas palavras, sou irritável e firo facilmente. Também sou muito calma e perdôo logo.

Não esqueço nunca. Mas há poucas coisas de que eu me lembre…Tenho felicidade o bastante para ser doce, dificuldades para ser forte, tristeza para ser humana e esperança suficiente para ser feliz. Não me deem fórmulas certas, por que eu não espero acertar sempre. Não me mostrem o que esperam de mim, por que vou seguir meu coração. Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre… Sou uma filha da natureza:quero pegar, sentir, tocar, ser.

E tudo isso já faz parte de um todo, de um mistério.
Sou uma só… Sou um ser…a única verdade é que vivo.
Sinceramente, eu vivo.” 
– Clarice Lispector

 

E aí… O que você achou desse artigo? Quem é você? O que você faz com os rótulos que lhe dão e quais são os rótulos que você deixa estampados na sua testa?

Comente abaixo o que está passando por essa mente agora e se fez sentido para você, pode ajudar tanto a mim, quanto a outras pessoas compartilhando essa mensagem.

Caso você queira ter acesso a um material premium completamente disruptivo, que vai causar grandes reflexões a seu respeito e tudo que lhe cerca, clique aqui.

Grande abraço e até o próximo artigo.

⚠️ O Blog PE é um site dedicado a compartilhar conhecimentos sobre o ser humano de forma profunda que conta com o suporte de seus apoiadores. Clique aqui para saber como ajudar e ganhe recompensas excepcionais.

 

Pedro Emanuel | Artigos Épicos Sobre Ser Humano.

Gostou?! Então por que não compartilhar? =)

Outros Artigos: